domingo, 4 de agosto de 2019


CAFÉ COM DIÁLOGO- 2019 - VOCÊ É UMA BÊNÇÃO


O Café com diálogo realizado duas vezes ao ano na Lida de Famílias do Jaraguá, se realizou no dia 04 de agosto de 2019 com o tema: “VOCÊ É UMA BÊNÇÃO”. Organizado por Ana Claudia e Roberto Gouveia. Estavam presentes a Sra. Raquel Padilla assessora da Liga e o Diácono Gustavo Hanna Crespo.
19 casais participaram, o encontro foi realizado na casa da Liga de Famílias numa manhã fria e cheia de ânimo.
Uma dinâmica para abrir uma bala, apenas com uma mão, mostrou a dificuldade da atividade e que devemos pedir ajuda um ao outro para facilitar o dia a dia, outra mão ajuda na atividade. Ana Claudia e Roberto dirigiram este momento.


A primeira parte foi uma introdução ao diálogo 




O Diácono Gustavo Hanna Crespo, que há 3 meses foi ordenado diácono, compartilhou como foi dar a primeira “Bênção” em seus pais após a ordenação. Mas questiona, quem pode abençoar?
Quem abençoa? É Deus que abençoa através de nós, como símbolo de amizade entre nós e Deus, como Ele está na nossa vida e nós pedimos que esteja na vida do outro.
Precisamos de símbolos visíveis para um sinal invisível, divino. Assim como a água benta., ou o sinal da Cruz, precisamos tocar, o Deus que toca em nós. Na realidade divina, nós podemos abençoar, podemos nos incorporar, porque somos amigos de Deus e queremos que outros estejam com Deus”.
O Diácono fez a dinâmica de que cada casal se desse a mão esquerda e dissesse um ao outro, abençoando um ao outro como foi na aliança matrimonial.  
Como casais podemos ser sinais vivíveis, a cultura de hoje precisa e busca os sinais, pois as pessoas buscam vínculos fora de si e esta busca de se relacionar com o sobrenatural é o vínculo com Deus.
Você é uma bênção porque Deus te criou, e cada um especialmente como filho predileto, parte da graça de Deus, projeto que Deus fez para nós. Que possamos interceder e pedir a bênção à nossas famílias” Gustavo Conclui a primeira parte.

Na segunda parte o café tem uma motivação

Durante o café um questionário faz refletir e sugere pontos para o diálogo.
Questionário completo: no Blog da Liga 

Judite e Reinaldo Gamboa, convidados para o café dizem como foi este momento: “Conseguimos parar para pensar o que podemos melhorar, alertas para cada um no dia a dia, conversar e não deixar passar para poder melhorar. Ser uma bênção um para o outro já sabíamos, mas a rotina faz-nos esquecer”.

A terceira parte do Café é uma bênção

Após o café houve uma partilha guiada pela Sra. Raquel que motivou a falar sobre a bênção que damos aos nossos filhos, como casal que cada um abençoe o outro.
Cada casal foi convidado com água benta a abençoar um ao outro. E o café foi finalizado com uma oração.


Texto: Sueli Vilarinho




questionário - CAFÉ COM DIÁLOGO 04/08/2019- LIGA DAS FAMÍLIAS DO JARAGUÁ

VOCÊ É UMA BÊNÇÃO
1.     Busquemos neste alimento sentir o sabor agradável de Deus, que se deixa saborear. Rezemos juntos (marido e esposa) esta oração antes de iniciar a refeição:
Senhor, louvamos a Deus por tudo o que nos dás. E pedimos que os alimentos se transformem em bênçãos, que fortaleçam nossa saúde e nos habilitem para as tarefas de cada dia.
Estar com você hoje, significa que te aceito de coração e estamos unidos.
Amém.


2.     A palavra BÊNÇÃO significa falar bem de outra pessoa, desejar coisa boa. A palavra bênção faz bem à alma. A bênção é para Deus uma forma de dizer coragem, força, e esperança.

3.     Cada um pode agora dizer ao outro, o que Deus diria dele. Como Deus o vê, o que o outro (marido e esposa)  significa para Deus. Como se Deus te usasse para falar.

4.     Agora cada um poderá dizer ou lembrar algum momento em que o marido ou esposa foi uma BÊNÇÃO na minha vida.

5.     Vamos agora lembrar de momentos, ou objetos que foram abençoados em nosso caminhar. Alianças, batismo, nossa casa, nosso carro, Cruz...

6.     Vamos agora pensar quando eu dou a bênção, ou quando esqueço de abençoar, meus filhos, marido, pessoas queridas...




7.     Escrevamos aqui agora o que devemos melhorar:
Oração de bênção da manhã, da noite...........................................................
Abençoar um ao outro aos filhos, .................................................................
Abençoar os alimentos nas refeições...........................................................
Lembrar dos objetos sagrados e abençoados que temos em casa................

8.     A bênção é um gesto de atenção pessoal, eu te considero. Eu procuro me sintonizar com o que você está precisando, qual é o seu desejo mais profundo.
Através da bênção tudo recebe nova face. Você vai sentir-se diferente em relação ao dia que passou, cheio de gratidão e de paz. Abençoe também a noite, para que durante o sono a alma possa ter nova esperança, o coração se encher de luz e mostrar nos como seguir em frente.

9.     Formular uma bênção entre o casal para todos os dias e para quando não estiverem perto.
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________



terça-feira, 16 de julho de 2019


 RAINHA DO ESPÍRITO DE DACHAU

Alocução de nosso Fundador, Padre José kentenich,  na sala votiva, Dachau   16.07.1967  


 
Meus queridos irmãos!
            Convém agora repetirmos com um novo sentido a coroação da querida Mãe de Deus que fizemos outrora como Rainha do Campo de Concentração. Sua imagem está aqui num lugar, onde há tantos sinais de recordação dos tempos passados.
            Naquela época nós a coroamos como Rainha de Dachau e do campo de Concentração, como Advogada e Mãe do Campo de concentração, como a Mãe do pão e a Mãe do lar. Acho que deveríamos conservar as mesmas expressões, porém dar às palavras um outro conteúdo.
            Que significa a expressão: Rainha do Campo de Concentração? Rainha do Campo de Concentração significa Rainha do Campo de Concentração de Dachau. Não queremos, portanto, coroá-la como Rainha do espírito de Dachau e como Mãe e Advogada do espírito de Dachau?
            Espírito de Dachau é o espírito do qual falamos há pouco, o espírito do perfeito arraigamento no mundo e na realidade sobrenatural. Este é o sentido mais profundo de nossa vida. Não queremos enganar-nos a respeito. Todos os demais arraigamentos são passageiros, não somente caminho e meio para o fim. O último porém é e permanece eternamente: Deus!
            Ouvimos novamente a palavra de Santo Agostinho: nosso coração pode vagar por onde quiser, se aí não encontrar seu último abrigo, não estará satisfeito. Portanto, espírito de Dachau é o espírito do arragaimento no mundo e na realidade sobrenatural, é o espírito do homem sobrenatural. Tudo o que falamos sobre o assunto deve ser compreendido nesta palavra. Daqui a Mãe de Deus deve interceder continuamente para todos os filhos de Schoenstatt este espírito de Dachau. A Mãe de Deus, a Rainha deste espírito de Dachau é também Advogada. Ela há de cuidar que este espírito seja propagado por toda a parte.
            Ela deve ser também a Mãe deste espírito; deve cuidar maternalmente que ele nunca se extinga em nossas fileiras. Onde for possível ela deve também atrair a si as pessoas que vêm para cá e recebem explicação deste lugar.
            Nós a proclamamos Mãe do Pão. O pão a que nos referimos aqui é sempre o pão da vida divina. Para nós isto é o principal. Tudo o mais está bem, pode ser expressão e meio, mas o último é sempre o divino.
            Por fim que ela seja a Mãe do Lar. Ela nos deve preparar um lar no coração de Deus Trino, em seu coração e mutuamente em nossos corações. Assim seja!


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019



A Liga de Famílias de Schoenstatt do Jaraguá, São Paulo/SP, viveu um intenso encerramento de ano no dia 2 de dezembro de 2018. Estavam presentes 63 casais, também os assessores Pe. Marcelo Aravena e Sra. Raquel Padilha, reunidos no Santuário Sião.
Um só coração
O dia comemorativo iniciou cedo, às 7 horas, com um café da manhã compartilhado, e, às 8 horas, a Santa Missa. Este primeiro domingo do Advento é um ciclo que se inicia no tempo litúrgico, encerra as atividades deste ano com muita gratidão de viver juntos, em comunidade, unidade, um só coração, vivendo um ideal, a santidade da família, fala o Pe. Marcelo.
Em sua homilia, ele chama a atenção sobre o fato de que “Deus anda escondido” e pede que o Senhor olhe para cada um, para as famílias; pede que o Senhor os prepare bem para receber Jesus, com uma boa confissão. Se Jesus não tivesse nascido, não haveria redenção, nem a graça de sua presença, aponta o Pe. Marcelo, e, assim, estaríamos com o coração escravizado e não teríamos o céu, seria uma miséria.
Sobre o evangelho, Pe. Marcelo reflete: “Vigiai em todo o tempo, a fim de se tornarem dignos para se apresentarem de pé diante do filho de Deus. Estar atentos mediante a oração, o Capital de Graças, exame de consciência sincero, ver onde nos afastamos de Deus sem perceber… O que nos afasta do caminho de santidade da vida diária?”. Ele continua: “O Advento indica também o tempo de ação constante, não cochilar na caridade, colocar-se a serviço e cooperar para a realização da vida, da história, no tempo de Jesus, com esperança, confiança e alegria. Que o advento suscite em nós um desejo por conversão, porque o Natal nos espera com o coração preparado”.
Vida no Santuário
O ‘Grupo do Sim I’ revelou a conquista do seu nome: “Sim à Maria. Vida nova, chama renovadora da família”. O ‘Grupo do Sim II’ selou a Aliança de Amor no Santuário com seus dirigentes Aparecida e Jorge Coelho. O ‘Grupo do Sim IV’ conquistou a imagem da Mãe e Rainha que irá peregrinar com eles durante os terços e atividades, também receberam a benção individual do Pe. Marcelo.
O Grupo ‘Perseverantes na Aliança’ renovou com uma bênção especial seus dez anos de Aliança de Amor.
Grupo oculto e vinculação

Seguindo com a programação, houve uma bênção de entronização da imagem da Mãe e Rainha, colocada no saguão da Casa de Maria, que é a casa da Liga de Famílias. Houve também a apresentação de todos os 18 grupos deste ramo, presentes no Jaraguá, e suas atuais atividades.

Com espírito de alegria, os grupos trocaram presentes de ‘Amigo oculto’ – cada um conquistou uma peça do Santuário, remetendo à reconquista espiritual do Santuário Sião. Muito criativos, apresentaram seus presentes – como a imagem de São Miguel, o quadro de São Vicente Pallotti…, as orações rezadas e aspirações. Com poesias e cantos, animaram esse momento de vinculação dos grupos.
Ao final, todas as comissões da Liga foram apresentadas e colocaram em destaque suas atividades, como caixa extra, tesouraria, liturgia, música, manutenção da casa, zeladoria da casa.
Novos dirigentes

O casal Lucia Rocha e Nilton Rogério, em agradecimento aos três anos de liderança como dirigentes da Liga de Famílias, lembrou os momentos e conquistas vividos nesse tempo de 2016 a 2018, bem como as pessoas que ajudaram nos trabalho, orações, doações e contribuições ao Capital de Graças. Sobre seu aprendizado, Lucia diz: “Aprendi que um trabalho não se faz sozinho, que o ‘sim’ tem que ser de coração e, principalmente, tudo é um serviço desinteressado à Mãe”.
O novo casal, eleito como dirigente por dois anos, são Nilséia e Gilson de Paula, ambos acolhidos com carinho pela Liga. “A princípio fiquei assustada, indaguei a Deus o que estava acontecendo, o que nos queria dizer com tanta responsabilidade, mas depois de uma boa conversa com a assessora, Sra. Raquel, o susto passou e agora só resta gratidão, esperança e confiança no que vamos fazer. Confiamos que tudo tem um propósito”, diz ela.
Também para o próximo ano, Lucy e Luciano Fantini assumem como coordenadores para os ‘Grupos do Sim’ – são encontros de esposos, com o intuito de chamar novos casais a ingressarem na Liga. E o círculo de membros da Liga Apostólica de Famílias ganha novos coordenadores, Sérgio Lambert e Rosana Moreira.
O assessor, Pe. Marcelo, encerrou esse momento falando sobre a abertura de coração. Ele disse que em todas as noites reza na intenção de cada casal, que os abençoa todos os dias. Assim, também os abençoou e acredita que agora coisas novas irão acontecer para o próximo ano.
O encontro se encerrou em clima familiar, num almoço com a Juventude Masculina de Schoenstatt, que também concluía as atividades do ano.

_______________________________
fonte: A Liga de Famílias de Schoenstatt do Jaraguá, São Paulo/SP, viveu um intenso encerramento de ano no dia 2 de dezembro de 2018. Estavam presentes 63 casais, também os assessores Pe. Marcelo Aravena e Sra. Raquel Padilha, reunidos no Santuário Sião.
Um só coração
O dia comemorativo iniciou cedo, às 7 horas, com um café da manhã compartilhado, e, às 8 horas, a Santa Missa. Este primeiro domingo do Advento é um ciclo que se inicia no tempo litúrgico, encerra as atividades deste ano com muita gratidão de viver juntos, em comunidade, unidade, um só coração, vivendo um ideal, a santidade da família, fala o Pe. Marcelo.
Em sua homilia, ele chama a atenção sobre o fato de que “Deus anda escondido” e pede que o Senhor olhe para cada um, para as famílias; pede que o Senhor os prepare bem para receber Jesus, com uma boa confissão. Se Jesus não tivesse nascido, não haveria redenção, nem a graça de sua presença, aponta o Pe. Marcelo, e, assim, estaríamos com o coração escravizado e não teríamos o céu, seria uma miséria.
Sobre o evangelho, Pe. Marcelo reflete: “Vigiai em todo o tempo, a fim de se tornarem dignos para se apresentarem de pé diante do filho de Deus. Estar atentos mediante a oração, o Capital de Graças, exame de consciência sincero, ver onde nos afastamos de Deus sem perceber… O que nos afasta do caminho de santidade da vida diária?”. Ele continua: “O Advento indica também o tempo de ação constante, não cochilar na caridade, colocar-se a serviço e cooperar para a realização da vida, da história, no tempo de Jesus, com esperança, confiança e alegria. Que o advento suscite em nós um desejo por conversão, porque o Natal nos espera com o coração preparado”.
Vida no Santuário
O ‘Grupo do Sim I’ revelou a conquista do seu nome: “Sim à Maria. Vida nova, chama renovadora da família”. O ‘Grupo do Sim II’ selou a Aliança de Amor no Santuário com seus dirigentes Aparecida e Jorge Coelho. O ‘Grupo do Sim IV’ conquistou a imagem da Mãe e Rainha que irá peregrinar com eles durante os terços e atividades, também receberam a benção individual do Pe. Marcelo.
O Grupo ‘Perseverantes na Aliança’ renovou com uma bênção especial seus dez anos de Aliança de Amor.
Grupo oculto e vinculação
Seguindo com a programação, houve uma bênção de entronização da imagem da Mãe e Rainha, colocada no saguão da Casa de Maria, que é a casa da Liga de Famílias. Houve também a apresentação de todos os 18 grupos deste ramo, presentes no Jaraguá, e suas atuais atividades.
Com espírito de alegria, os grupos trocaram presentes de ‘Amigo oculto’ – cada um conquistou uma peça do Santuário, remetendo à reconquista espiritual do Santuário Sião. Muito criativos, apresentaram seus presentes – como a imagem de São Miguel, o quadro de São Vicente Pallotti…, as orações rezadas e aspirações. Com poesias e cantos, animaram esse momento de vinculação dos grupos.
Ao final, todas as comissões da Liga foram apresentadas e colocaram em destaque suas atividades, como caixa extra, tesouraria, liturgia, música, manutenção da casa, zeladoria da casa.
Novos dirigentes

O casal Lucia Rocha e Nilton Rogério, em agradecimento aos três anos de liderança como dirigentes da Liga de Famílias, lembrou os momentos e conquistas vividos nesse tempo de 2016 a 2018, bem como as pessoas que ajudaram nos trabalho, orações, doações e contribuições ao Capital de Graças. Sobre seu aprendizado, Lucia diz: “Aprendi que um trabalho não se faz sozinho, que o ‘sim’ tem que ser de coração e, principalmente, tudo é um serviço desinteressado à Mãe”.
O novo casal, eleito como dirigente por dois anos, são Nilséia e Gilson de Paula, ambos acolhidos com carinho pela Liga. “A princípio fiquei assustada, indaguei a Deus o que estava acontecendo, o que nos queria dizer com tanta responsabilidade, mas depois de uma boa conversa com a assessora, Sra. Raquel, o susto passou e agora só resta gratidão, esperança e confiança no que vamos fazer. Confiamos que tudo tem um propósito”, diz ela.
Também para o próximo ano, Lucy e Luciano Fantini assumem como coordenadores para os ‘Grupos do Sim’ – são encontros de esposos, com o intuito de chamar novos casais a ingressarem na Liga. E o círculo de membros da Liga Apostólica de Famílias ganha novos coordenadores, Sérgio Lambert e Rosana Moreira.
O assessor, Pe. Marcelo, encerrou esse momento falando sobre a abertura de coração. Ele disse que em todas as noites reza na intenção de cada casal, que os abençoa todos os dias. Assim, também os abençoou e acredita que agora coisas novas irão acontecer para o próximo ano.
O encontro se encerrou em clima familiar, num almoço com a Juventude Masculina de Schoenstatt, que também concluía as atividades do ano.
 

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Aliança de Amor do grupo Sim II



Aliança de Amor é Amor


No dia 2 de dezembro de 2018 no Santuário Sião do Jaraguá, 5 casais da Liga de Famílias do Jaraguá selaram sua Aliança de Amor com Cristo e com a Mãe Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

O Rito aconteceu após a santa missa no dia do Encerramento das Atividades de 2018 da Liga de Famílias. O celebrante Padre Marcelo Aravena acompanhado da também assessora Sra Raquel Padilha e os dirigentes de Ramo Lucia e Rogério e seus dirigentes de Grupo Cida e Jorge.


Como a Aliança que selam é fruto da primeira Aliança selada em 18 de outubro de 1914 pelos congregados e o Padre José Kentenich, sempre é bom recordar o Documento de Fundação:
 “Ao contemplar as magnificências divinas no monte Tabor, São Pedro exclamou encantado: ‘Aqui é bom estar! Façamos aqui três tendas.’ (Mc 9,5) Estas palavras me voltam sempre à memória e frequentemente me perguntei: Não será possível que a Capelinha de nossa Congregação se tornasse nosso Tabor, no qual se manifestam as magnificências de Maria? Sem dúvida, maior ação apostólica não podemos realizar, herança mais preciosa não podemos legar aos nossos sucessores, do que mover Nossa Senhora e Rainha a estabelecer aqui, de modo especial, o seu trono, distribuir seus tesouros e realizar milagres de graças.”

“Não vos preocupeis com a realização de vossos desejos. ‘Ego diligentes me diligo’. Amo aos que me amam. Provai primeiro que realmente me amais e tomais a sério vossos propósitos. Agora tendes a melhor ocasião para demonstrá-lo, Não creiais que seja algo extraordinário se elevais ao máximo, mais que as gerações passadas as exigências a respeito de vós mesmos, dado o tempo tão sério e tão grande como o que vivemos atualmente...”
            “Esta santificação exijo de vós. Ela é a armadura a vos revestir, a espada com a qual deveis lutar pela consecução dos vossos desejos. Trazei-me zelosas contribuições para o Capital de Graças. Conquistai-vos muitos méritos, pelo fiel e fidelíssimo cumprimento do dever e intensa vida de oração e colocai-os à minha disposição. Então, de boa vontade, estabelecer-me-ei no meio e vós e distribuirei dons e graças em abundância: então futuramente, atrairei daqui, os corações juvenis a mim e os educarei para serem instrumentos aptos em minhas mãos.” (Doc. Fundação 18-10-1914)

Após cantos ao Espírito Santo e bênção das medalhas de Aliança todos assinaram o livro de Aliança que fica no santuário Sião.

O grupo Sim II são os casais:

ANDREA E MOISES
ANDRESSA E RICARDO
DENISE E PAULO
JAQUELINE E PAULO
MARIANA E CABRAL


 E juntos rezaram sua Oração de Aliança e depois suas orações pessoais.

Oração de Aliança SIM II

"Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt: neste ano jubilar dos 50 anos da partida do Pai e Fundador ao Schoenstatt eterno, estamos aqui no teu Santuário para selar Aliança de Amor contigo.
 Queremos agradecer por tudo o que somos e temos, pela graça de nosso matrimonio, por nossa família, por nós confiar a guarda e educação de nossos filhos.
 Obrigado pelas pessoas que nos colocaram em nosso caminho e nos levaram a ti. Obrigado por tudo o que ainda vamos conquistar.
Perante vossos olhos nos curvamos em humildade e amor para reconhecer nosso desamparo, nossas fraquezas, erros e pecados, por não ser fiel a vontade de Deus e por todas as nossas faltas que levamos dentro de nosso coração.
Perdão por não reconhecer e encontrar a Deus em tudo o que enxergamos.
 Queremos pedir que nos incorpore à Aliança de Amor selada pelo Padre Jose Kentenich e os primeiros congregados aos 18 de outubro de 1914.
 Pedimos que nos dê a força e a sabedoria que alimenta o nosso amor para não desanimarmos em nossa caminhada. Oferecemos toda a nossa vida, nosso trabalho, as nossas aflições, todo como nosso capital de graças para que transformes nosso coração.
 Que sejamos seus instrumentos e confiamos em tua proposta de amor. Queremos nós consagrar diariamente a ti, querida Mãe, renovando nossa fé e nosso compromisso de amor.
Amem"


Padre Marcelo acolhe o pedido de compromisso de Aliança e conclui o rito de Aliança.


Cida e Jorge compartilham a emoção de dirigir o grupo desde maio de 2016 até este momento. Alguns casais não selaram a Aliança, mas confia que tudo tem a hora certa e o momento chegará.







quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Bênção desde o santuário Original



Uma Bênção especial para o Advento
No santuário Original no dia primeiro de dezembro a Bênção da noite se deu com uma reflexão sobre a passagem bíblica: "... e guie nossos passos no caminho da paz." De São Lucas.

Santuário Original- Schoenstatt- Alemanha- 01 de dezembro de 2018

A comunicação é um fenômeno psicológico que muitas vezes ouvimos apenas uma palavra de uma frase. Isso pode ser um problema na comunicação diária, já que pode levar a muitos mal entendidos, especialmente quando o remetente de uma mensagem é usa uma palavra diferente daquela original que atinge o destinatário. Depende do que o receptor sintonizou, o que é importante para ele, do que sua alma é capaz de receber.
"... e guie nossos passos no caminho da paz."
Nesta frase, provavelmente, a primeira palavra que a maioria de nós ouvimos é "paz". As palavras "passos", "guia" e "caminho", desaparecem. O próximo problema é que muitas vezes temos uma idéia muito vaga de onde vem um compromisso (passos). Apenas em mais uma reflexão o contexto da origem desta citação vem à mente. E isso Também pode levar a mal-entendidos, porque as palavras podem ser reinterpretadas.
"... e guie nossos passos no caminho da paz."
Quem reza a Liturgia das Horas da Igreja diariamente sabe facilmente onde encontrar essa frase. É do Cântico de Zacarias, Laudes, que rezamos tosas as manhãs na Igreja.
Isso foi precedido pelo fato de que Zacarias a princípio não acreditava no anúncio de Deus. É por isso que Deus o envia para "um canto para pensar" e fica mudo:  "primeiro pense e depois fale"esta frase vem de Zacarias. Pensa por nove meses, até o nascimento de seu filho. Resume seu hino de louvor o que ele aprendeu durante o tempo de reflexão.
Deus  nunca deixou o seu povo sozinho. Ele o visitou inúmeras vezes. Ele guiou-o e deu sinais de esperança de novo e de novo. Noé enviou o arco-íris como sinal;  a Moisés, a coluna de nuvem; ao povo de Israel enviou-lhe reis e Profetas. Deus permaneceu fiel ao seu pacto e ao seu povo. Zacarias não olhe para trás, olhe também para o futuro. Então na direção ao seu filho recém-nascido e fala profeticamente. Seu filho será um profeta que será imediatamente seguido pelo Messias, o Redentor de Israel. Chegou o momento. Deus retornará para visitar seu povo.
Rezemos a Profecia de Zacarias:
Zacarias, seu pai, cheio do Espírito Santo, profetizou, dizendo:
Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo,
e nos suscitou plena e poderosa salvação na casa de Davi, seu servo,
como prometera, desde a antiguidade, por boca dos seus santos profetas,
para nos libertar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos odeiam;
para usar de misericórdia com os nossos pais e lembrar-se da sua santa aliança
e do juramento que fez a Abraão, o nosso pai.

Estrela no santuário Original

Todos são convidados a enviar seu nome para o santuário Original e seu nome ficará escrito em uma estrela que será levada na Noite Santa ao Menino Jesus.

As estrelas este ano são prometidas à Deus, quem nos visita em seu Filho, através de seu Filho, o dirigirá e guiará em caminho para a paz.
A paz só se tornará realidade se nos deixarmos guiar e seguir passo a passo caminho indicado. Ele fará isso. Ele será fiel. Ele vai se apegar ao seu objetivo.
Nós, em primeiro lugar, devemos nos deixar guiar. E é por isso que queremos orar por todos aqueles que deveriam ser autorizados a liderar e guiar.

Orações da noite
Rezaram assim por todos os políticos; para o Santo Padre, para os bispos e sacerdotes, por todos os educadores; por todas as comunidades de Schoenstatt; para todos os nossos amigos; Para todos aqueles que se confiaram à nossa oração; Para todos aqueles que se preparam para o último caminho e que morrerão no próximos dias.
A todos: Guie seus passos no caminho da paz!
Sacerdote: Com todos e para todos, para aqueles de nós que acabamos de rezar, esta noitenós renovamos nossa Aliança de Amor e com a bênção da noite e nós caminhamos para o Advento!
Conclui Padre Antonio Bracht.
_______________________________________________________


Texto em espanhol

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Rezar para o Advento, em casa, e no Santuário Lar





1º Domingo do Advento –
Acende-se a PRIMEIRA VELA: a vela da Vigilância

O tempo do Advento é um tempo especial marcado pela espera gozosa do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, onde a Igreja nos convida a centrarmos mais no Senhor, olhando as atitudes de Maria e de José, para aprendermos com Ele, como se vive de acordo com a vontade do Pai.  Maria, Virgem do Sim fecundo, Tu que fecundaste ao Verbo de Deus e o levaste em Teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando sua presença e sendo transformada por Ele.

Oração: A luz de Cristo, que esperamos neste Advento, enxugue todas as lágrimas, acabe com todas as trevas, consolem quem está triste e encha nossos corações da alegria de preparar sua vinda neste novo ano de graça!
 

2º Domingo do Advento –
Acende-se a SEGUNDA VELA: a vela da reparação

Nestes dias que antecedem o nascimento do teu Filho, queria Mãe, nós queremos acompanhar-te, queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e deixarmos transformar por sua presença.
Maria, Mãe do Senhor, te pedimos que ao acompanhar-te, sejas Tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de Teu Filho em nossas vidas.
Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu coração Oração: A luz de Cristo, que esperamos neste Advento, enxugue todas as lágrimas, acabe com todas as trevas, consolem quem está triste e encha nossos corações da alegria de preparar sua vinda neste novo ano de graça!


3º Domingo do Advento –
 Acende-se a TERCEIRA VELA (Rosa):a vela do Testemunho

Alegria e sinal e exigência de uma alma sadia. Nosso Pai e Fundador Padre José Kentenich dizia: "Onde não há a alegria, há uma atmosfera de pântano." Em sentido positivo diremos que aí onde há alegria, há atmosfera de primavera.De sol, de luz! Um coração alegre sempre mantinha otimismo, abertura e admiração. Por isso diremos que é indispensável no cultivo desta atitude: abertura para admirar o belo que existe e o que acontece ao nosso redor. Outra condição é ver sempre o lado positivo das coisas.Como schoenstatteanos queremos viver este cristianismo autentico, temos um exemplo da escola da alegria: o coração de Maria, nossa Querida Mãe.Na Anunciação, com a saudação do Anjo Gabriel, descobrimos que o ser de Maria, está cheio da presença de Deus; Na Visitação encontramos uma manifestação de sua alegria interior, ao exclamar jubiloso o canto do Magnificat.
 Oração: Alegrai-vos sempre no Senhor! De novo vos digo: Alegrai-vos! O Senhor está perto".


4º Domingo do Advento –
 Acende-se a QUARTA VELA: a vela do Serviço

A quarta vela marca os passos de preparação para acolher o Salvador, nossa expectativa da chegada definitiva da Luz ao mundo. Simboliza ainda nossa fé em Jesus Cristo, que ilumina todo homem que vêm a este mundo e também os ensinamentos dos profetas, que anunciaram a chegada do Salvador.
  Oração: Céus, deixai cair o orvalho, nuvens, chovei o justo; abra-se a terra, e brote o Salvador!
 

5ª Vela (branca) - Acende-se a QUINTA VELA: NATAL - a vela de Cristo

Leitura da Bíblia: São Mateus 1.18-25

Acende-se a vela - Esta é a vela de Cristo. Dois nomes foram dados ao Deus-Menino na narrativa de São Mateus: Jesus significa “Deus salva”; Emanuel significa “Deus conosco”. Estes nomes contam de per si a história do Natal: um Deus de amor, - que se importa conosco, - nos salva e está presente em nosso meio.
Esta é a mensagem de alegria para todo o mundo. Ele já veio, mas até agora não acolhemos inteiramente o Dom desta vinda. Somos convidados neste Natal, mais uma vez a viver o definitivo no provisório, o eterno no temporário.

Oração:  Com os anjos e os pastores, vamos a Jesus com alegria e louvor! Que através de sua vinda a cada um de nós, sejamos preenchidos de amor, fé, alegria e paz. Amém



CAFÉ COM DIÁLOGO- 2019 - VOCÊ É UMA BÊNÇÃO O Café com diálogo realizado duas vezes ao ano na Lida de Famílias do Jaraguá, se realizo...